Governo garante que base de Alcântara não será usada militarmente pelos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 29/03/2019 08h24
Lisandra Paraguassu/Estadão ConteúdoPelo acordo, assinado em 18 de março, o local está liberado para o uso comercial

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, afirmou que o acordo do Brasil com os Estados Unidos para uso da base espacial de Alcântara, no Maranhão, não prevê o uso militar.

Nesta quinta-feira (28), o ex-astronauta participou de audiência conjunta das comissões de Ciência e Tecnologia e de Relações Exteriores do Senado.

Pelo acordo, assinado em 18 de março, o local está liberado para o uso comercial. O ministro destacou também que o Brasil pode lançar foguetes e satélites de outras nacionalidades, desde que tenham componentes norte-americanos. Marcos Pontes ressaltou, porém, que o documento não ameaça a soberania nacional.

O ministro da Ciência e Tecnologia pontuou também que o Brasil é signatário do regime de controle de mísseis, junto com outros 34 países.

Marcos Pontes destacou ainda que o acordo, que ainda precisa de aprovação do Congresso Nacional, potencializa o programa espacial Brasileiro, que poderá, em 2040, gerar uma arrecadação anual de até 10 bilhões de dólares.

*Informações do repórter Matheus Meirelles