Governo irá interferir na disputa pela Presidência do Senado para evitar vitória de Renan

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2019 06h52 - Atualizado em 25/01/2019 09h32
EFE/Joédson Alves EFE/Joédson Alves O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, defende a eleição de Davi Alcolumbre (DEM-AP). É o gabinete onde sua esposa trabalha

O Governo vai interferir na disputa pela Presidência do Senado para evitar a eleição do senador Renan Calheiros (MDB), que já foi quatro vezes o chefe da Casa.

A senadora Simone Tebet (MDB) vai disputar internamente no partido e, se perder, promete ir contra Renan no plenário.

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, defende a eleição de Davi Alcolumbre (DEM-AP). É o gabinete onde sua esposa trabalha.

Na Câmara, Rodrigo Maia, atual presidente da Casa, corre os Estados em busca de votos para sua reeleição. Hoje são oito candidatos, mas a expectativa é de que três concorram com chances de vitória.

*Informações do repórter José Maria Trindade