Governo promete punir deputados que votarem contra Temer

  • Por Jovem Pan
  • 01/08/2017 06h28 - Atualizado em 01/08/2017 11h19
Brasília - Presidente Michel Temer e o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha durante cerimônia de Lançamento do Programa Criança Feliz (Carolina Antunes/PR)Padilha afirmou que o Governo deverá exonerar cargos indicados de deputados que votarem a favor da investigação

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, mandou recado aos deputados de partidos aliados que são a favor da denúncia contra Michel Temer. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o peemedebista afirmou que o Governo deverá exonerar cargos indicados de deputados que votarem a favor da investigação do presidente por crime de corrupção passiva.

O deputado Carlos Marun (PMDB-MS), um dos principais defensores do Governo, disse, nesta segunda-feira (31), que não é possível manter cargos na administração federal a “afilhados” de deputados que se posicionarem contra o Governo. “Será que ainda tem gente que vai ofender o presidente e continuar desejando possuir simpatizantes seus possuindo cargos no Governo? Aí é o fim do mundo. É óbvio que quem ofendeu o presidente neste momento, não tem condições de contribuir com sugestões para a montagem do Governo”, disse.

A Câmara pode votar, na quarta (02), se autoriza o Supremo Tribunal Federal a investigar o presidente Michel Temer por crime de corrupção passiva.

A tendência é de que a denúncia seja rejeitada. Nesta terça, a oposição não tem 342 votos para que o pedido siga ao STF.

*Informações do repórter Arthur Scotti