Governo do RJ pretende iniciar flexibilização da quarentena na semana que vem

  • Por Jovem Pan
  • 04/06/2020 08h01
WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDOA perspectiva é que, com a chegada dos respiradores, ao menos dois hospitais possam ser viabilizados para a população

O governo do Rio de Janeiro depende de ajuda no governo federal, do Ministério da Saúde e a da conclusão de pelo menos dois hospitais para colocar em prática o plano de reabertura gradual das atividades já no próximo final de semana.

Esse é desejo do governador Wilson Witzel, mas até lá há obstáculos a serem vencidos, começando pela aquisição de ventiladores mecânicos. O Estado tinha se programado para receber mais de 900 respiradores. Entretanto, praticamente nenhum chegou ao território fluminense. Os que chegaram estão incompatíveis para uso.

Diante disso, a secretaria Estadual de saúde está pedindo ao Ministério da Saúde 200 respiradores emprestados para atendimento de pacientes com a Covid-19 em hospitais de campanha. O Estado fez uma intervenção nas unidades após atrasos para a entrega. A perspectiva é que, com a chegada dos respiradores, ao menos dois hospitais possam ser viabilizados para a população.

Enquanto isso, a prefeitura do Rio de Janeiro e o prefeito Marcelo Crivella receberam, com entusiasmo, 35 novos ventiladores para a rede municipal de saúde.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga