Governo Temer começa a se preparar, mas transição entre presidentes pode não ser tranquila

  • Por Jovem Pan
  • 22/08/2018 06h34
Flickr/Michel TemerPara o ministro Carlos Marun, Temer só mantém a proposta de apoiar as reformas no Congresso se o eleito for o candidato do governo

O Governo já se prepara e começa a montar um grupo de transição. Dados e projetos da atual gestão serão colocados à disposição do futuro presidente, a ser eleito em outubro.

A avaliação é de que, qualquer que seja o eleito, ainda neste ano, em novembro, haverá uma articulação no Congresso para adequação do orçamento do ano que vem, medidas para o futuro Governo e, muito provavelmente, reformas.

Para o ministro Carlos Marun, Temer só mantém a proposta de apoiar as reformas no Congresso se o eleito for o candidato do governo. Henrique Meirelles, improvável, ou o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin.

A visão é de que já existem sequelas na campanha eleitoral e, dependendo do eleito, haverá dificuldades até para a transição. É quando a equipe do novo Governo interage com a atual para dar continuidade a projetos em andamento e aprovar novas medidas.

O novo presidente eleito tomará posse em janeiro, e novos deputados e senadores tomam possem apenas em fevereiro.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter José Maria Trindade