Governo vai ajudar a encontrar soluções para cafeicultores que tiveram perdas com geada em MG

Segundo a ministro do MAPA, Tereza Cristina, solução será definida em conjunto com os governos federal, estadual, cooperativas e municípios

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2021 08h24
Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMinistra foi a uma plantação de café na região e verificou de perto a situação dos danos causados às lavouras

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirmou que será definida uma solução para os prejuízos causados a cafeicultores em decorrência das geadas em Minas Gerais. A situação foi agravada por ocorrer logo após período de seca. O Estado registrou a maior geada dos últimos 20 anos. Segundo a chefe da pasta, que fez uma visita a cidade de Alfenas, a solução será definida em conjunto com os governos federal, de Minas Gerais, cooperativas e prefeitos. A presidente do Sindicato Rural, Elvira Terra, indica que os produtores precisam de ajuda. “Precisamos muito do apoio de todos vocês. São pequenos, médios e grandes produtores que dependem de todos vocês para que a cadeira ande.”

Tereza Cristina pediu que os produtores forneçam dados detalhados sobre as perdas, adianta que a solução não será uniforme e dependerá de cada localidade. “Nós temos que sentar e achar uma solução. Não será uma solução única para todos, até porque a geada foi diferente. Ela pegou diferentes pontos e maneiras diferentes. Não dá para fazer uma coisa única para todos. Precisamos achar a solução.” A ministra foi a uma plantação de café na região e verificou de perto a situação dos danos causados às lavouras. O Instituto Nacional de Meteorologia disponibilizou uma plataforma de monitoramento de possíveis geadas no Brasil. No mapa, o agricultor poderá verificar a possibilidade de ocorrências de geadas através de dados registrados por estações meteorológicas.

*Com informações do repórter Daniel Lian