Greve dos servidores municipais de São Paulo é concentrada na área da educação

  • Por Jovem Pan
  • 06/02/2019 06h34 - Atualizado em 06/02/2019 08h31
Nelson Antoine/Estadão Conteúdo A Escola Municipal Armando de Arruda Pereira, no centro de São Paulo, amanhece com as aulas suspensas em consequência da greve dos professores e servidores

A Prefeitura de São Paulo informou que a greve dos servidores municipais, deflagrada na segunda-feira (04), continuou concentrada basicamente na área da educação.

Das 3,5 mil unidades existentes, apenas 166 foram paralisadas totalmente. Em outras áreas da administração, ocorreram paralisações pontuais que não chegaram a 2% das unidades e serviços.

Nesses dois dias de greve, de acordo com a Prefeitura, os hospitais municipais e o SAMU não tiveram nenhuma interrupção de funcionamento, e as aulas serão repostas e os alunos não terão nenhuma perda de conteúdo.

*Informações da repórter Natacha Mazzaro