Greve global pelo clima reúne milhões ao redor do mundo

  • Por Jovem Pan
  • 21/09/2019 09h49
ADELEKE ANTHONY FOTE/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDOEm São Paulo, manifestantes se reuniram na Av. Paulista; protestos aconteceram em dezenas de cidades ao redor do mundo

Manifestações em defesa do meio ambiente e contra as mudanças climáticas foram registradas em todo o mundo nesta sexta-feira (20).

Intitulado de “greve pelo clima”, o movimento liderado por Greta Thunberg, de apenas 16 anos, levou milhares de pessoas para às ruas, inclusive no Brasil. Diversos estados tiveram protestos em pontos turísticos, como São Paulo, onde o vão do MASP serviu de local para a concentração.

Para o vereador Gilberto Natalini, do partido Verde, a participação de crianças e jovens é positiva. “A minha maior alegria hoje de estar aqui no meio d a juventudade, isso significa o resgate da participação dos jovens na vida política do Brasil e do mundo”, disse Natalini, que portava um dossiê sobre a devastação da Mata Atlântica na capital paulista.

O coordenador do Movimento Nacional dos Catadores, Eduardo de Paula, destacou o trabalho individual em prol do meio ambiente. “Tudo aquilo que nós coletamos deixa de ir para os rios. Nós somos importante porque também estamos contribuindo para ajudar o meio ambiente’, declarou.

Em Paris, na França, o manifestante Alexandre criticou o capitalismo ao afirmar que a população é obrigada a consumir e poluir, sem alternativas.

Atos foram registrados em cidades de mais de cento e cinquenta países, como Bruxelas, na Bélgica; Berlim, na Alemanha; Estocolmo, na Suécia; Islamabad, no Paquistão; e Bogotá, na Colômbia.

As manifestações receberam apoio de artistas e autoridades, como o líder budista Dalai Lama.

*Com informações do repórter Matheus Meirelles