Grupo Caoa planeja produzir caminhões e carros em São Bernardo

  • Por Jovem Pan
  • 04/09/2019 08h45
DivulgaçãoA Caoa pretende manter 850 funcionários da Ford em São Bernardo e negocia com o sindicato as bases salariais para a categoria. 

Após decidir a compra da fábrica da Ford em São Bernardo, o Grupo Caoa afirma que pretende produzir caminhões e carros na planta. O grupo brasileiro acertará o valor da transação com a montadora norte americana, para o anúncio de investimentos e produção.

No Palácio dos Bandeirantes, o governador João Doria recebeu o presidente do Conselho do Grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, o presidente da Ford para a América do Sul, Lyle Watters, o vice-presidente da Ford para América do Sul, Rogelio Golfarb.

“É uma satisfação para o governo de São Paulo ter contribuído para que uma solução negociado de privado com privado pudesse ser cristalizada para preservar os empregos e a garantia de que será possível a ampliação de investimentos na produção”, afirmou Doria.

O presidente do Conselho do Grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, descartou investimento do BNDES na aquisição da fábrica da Ford e pretende ampliar a produção já instalada no Brasil. “Anápolis vai crescer muito. nós temos a intenção de lançar entre o próximo e o seguinte mais três carros. A produção da fábrica da Ford em São bernardo terá outra marca”, disse.

Numa demonstração do apetite do grupo no mercado brasileiro, a Caoca Chery, associação com a montadora chinesa, fechou o primeiro semestre de 2019 com alta de 206%, com a venda de 8.516 veículos.

A Caoa pretende manter 850 funcionários da Ford em São Bernardo e negocia com o sindicato as bases salariais para a categoria.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos.

,