Grupo de Lima se reúne mais uma vez em busca de solução para a Venezuela

  • Por Jovem Pan
  • 06/08/2019 08h15
Agência EFERepresentantes de 60 países irão participar da conferência internacional, que ocorre no Peru. O evento não terá representantes do governo de Nicolás Maduro, nem do líder parlamentar de oposição, Juan Guaidó

O grupo de Lima se reúne nesta terça-feira para discutir a crise política, econômica e humanitária na Venezuela.

Representantes de 60 países irão participar da conferência internacional, que ocorre no Peru. O evento não terá representantes do governo de Nicolás Maduro, nem do líder parlamentar de oposição, Juan Guaidó. Os representantes da China, Cuba, Rússia e Turquia também estarão ausentes.

Esses países eram aguardados porque poderiam funcionar como uma ponte com o governo de Maduro. Os Estados Unidos mandaram o secretário de Comércio, Wilbur Ross e o conselheiro de Segurança Nacional, John Bolton.

Ontem, o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo se reuniu com o John Bolton, além do assessor especial da alta representante da União Europeia para Venezuela, Enrique Iglesias, e também com o chanceler do Paraguai, Antonio Rivas Palacios.

O propósito da reunião é buscar uma solução pacífica para a Venezuela.

O Grupo de Lima foi criado em 2017 para definir uma postura comum frente à crise venezuelana.

*Com informações da repórter Natacha Mazzaro.