Guardia defende que reforma tributária seja discutida: ‘Se alguns não pagam, outros pagam mais’

  • Por Jovem Pan
  • 21/12/2018 09h42
Johnny Drum/Jovem PanA minha recomendação sempre foi de enfrentar esse tema olhando as maiores distorções, disse Guardia

O País hoje tem diversos tipos de impostos cobrados da sociedade. A reforma tributária é uma das medidas estruturantes necessárias para que a economia consiga continuar crescendo.

Para o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, uma reforma tributária ampla é difícil, pois devem ser enfrentadas as distribuições de impostos e de recursos entre as três esferas de governos: nacional, estadual e municipal.

“É complexo o tema da reforma tributária. A minha recomendação sempre foi de enfrentar esse tema olhando as maiores distorções. Esse tipo de tema tem que vir a ser discutido. Se alguns não pagam, outros têm que pagar mais”, disse em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã. “Vamos resolver PIS e Confins, tratar do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica, enfrentar a questão dos benefícios tributários”, explicou.

Eduardo Guardia lembrou ainda que “não tem discussão fácil daqui para frente” e que alguém será afetado e essas pessoas “vão se defender e tentar defender seus privilégios”.

Segundo o ministro, se a questão do gasto público não for discutida, haverá uma pressão cada vez maior pelo aumento de impostos. “A alternativa é cortar despesa e aumentar impostos”, alertou.

Confira a entrevista completa com o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia: