Guiado será investigado por foto ao lado de supostos traficantes

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2019 11h53
Reprodução/TwitterPresidente interino disse que foto foi armação

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaido, será investigado pela Procuradoria do país após o vazamento de fotos com supostos traficantes. As imagens foram divulgadas nesta sexta-feira (13) pelo Ministério do Interior.

O ministro Nestor Roverol afirmou que os dois homens que aparecem na foto são líderes de uma organização paramilitar colombiana. Algumas fontes da polícia da Colômbia confirmaram que os dois fazem parte de um grupo de tráfico.

Em resposta, Guaido se defendeu, afirmando que os rapazes pediram para tirar a foto quando ele cruzou a fronteira com a Colômbia. Em fevereiro deste ano, o autoproclamado presidente interino foi em segredo para o país vizinho, quando a Justiça venezuelana o proibiu de deixar o país.

Ontem, Nicolás Maduro se pronunciou a respeito do vazamento das fotos e as considerou como um escândalo, afirmando que Guaido tem ligação com o crime.

O presidente da Colômbia, Iván Duque, defendeu Guaido, dizendo não se importar com fotos ou se ele cumprimentou ou não as pessoas, e que prefere enfatizar quem ele é.

*Com informações da repórter Camila Yunes