RJ: Homem é baleado no terraço de casa enquanto fazia ato antirracista

  • Por Jovem Pan
  • 10/06/2020 07h33 - Atualizado em 10/06/2020 07h51
Divulgação/Polícia CivilA polícia do Rio de Janeiro está investigando um tiro que foi disparado e acertou o professor de artes

Professor que fazia protestos, dentro de casa, ante o racismo e contra o governo de Jair Bolsonaro foi baleado. A polícia do Rio de Janeiro está investigando um tiro que foi disparado e acertou o professor de artes, Marcos Aurélio Moraes de 52 anos. Ele foi baleado no braço quando estava batendo panela no terraço de sua casa em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

O ato era contra o racismo no Brasil e no mundo, mas também protestava contra o governo federal e o presidente da república. O professor disse à Polícia Fluminense que acredita que o tiro foi proposital. Ele foi socorrido pela prima, levado para um hospital da Baixada, foi atendido e passa bem. O tiro foi disparado seria de uma arma calibre 22.

Também no Rio de Janeiro está preso, por decisão da Justiça, um homem que atirou e matou um menino de apenas 4 anos, o pequeno Enzo, durante a festa de aniversário da criança. A polícia investiga se foi um tiro acidental, se houve uma briga ou o motivo do disparo.

Pedro Vinícius de Souza está preso desde o dia do crime. Ele deixou recentemente o Exército Brasileiro. O corpo da criança foi sepultado neste terça-feira (8) na Baixada Fluminense em clima de muita comoção e revolta.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga