Homem é preso após manter mulher e enteadas reféns na Grande SP

  • Por Jovem Pan
  • 27/12/2017 06h01 - Atualizado em 27/12/2017 06h29
Reprodução/PMA Polícia Militar foi acionada e cercou o imóvel, mas o agressor ameaçava matar mãe e filhas e, por isso, foi solicitada a intervenção de PMs do GATE

Homem é preso após manter mulher e enteadas reféns em residência de Guarulhos, na Grande São Paulo. A situação de cárcere privado ocorreu na casa número 59 da Rua Um, na Vila Augusta, ao lado da Rodovia Ayrton Senna e no limite com o Itaim Paulista, na Zona Leste da Capital.

Segundo a Polícia Militar, no final da tarde desta terça-feira (26), o ajudante de pedreiro Marco Antônio de Jesus, que havia consumido drogas, brigou com a enteada, uma adolescente de 17 anos, a quem feriu com uma faca.

A jovem precisou ser encaminhada ao pronto-socorro do Jardim dos Pimentas, onde foi medicada e está fora de perigo.

Além da garota, no imóvel estavam outras duas meninas, de 12 e cinco anos, também enteadas do ajudante. A mãe das crianças chegou em meio à confusão e foi feita refém pelo companheiro, juntamente com as filhas.

A Polícia Militar foi acionada e cercou o imóvel, mas o agressor ameaçava matar mãe e filhas e, por isso, foi solicitada a intervenção de PMs do GATE, Grupo de Ações Táticas Especiais, que assumiram as negociações.

A moradora e a menina de 12 anos acabaram libertadas pelo ajudante de pedreiro, que ainda manteve a menina de cinco anos em seu poder. As conversas se prolongaram até o início da madrugada desta quarta (27), já que a maior dificuldade era que o agressor não apresentava exigências.

Mas, a certa altura, vencido pelo cansaço, Antônio se deitou, e os policiais instruíram a criança, que conseguiu fugir. O padrasto dela saiu pouco depois e foi preso, sendo encaminhado ao Quarto Distrito Policial de Guarulhos, onde foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio e cárcere privado.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore