Homem é preso por manter avó como refém por quase seis horas em casa na Grande SP

  • Por Jovem Pan
  • 29/08/2017 06h03 - Atualizado em 29/08/2017 12h03
Após uma discussão, o rapaz, um jornalista, de 26 anos, armou-se de uma faca e passou a ameaçar matar a avó, de 82

Homem é preso após manter a própria avó refém por quase seis horas em residência de Guarulhos, na Grande São Paulo. A situação de cárcere privado ocorreu na Vila Rio, e começou por volta das 20h30 desta segunda-feira (28).

Após uma discussão, o rapaz, um jornalista, de 26 anos, armou-se de uma faca e passou a ameaçar matar a avó, de 82. De acordo com a Polícia Militar, o jovem é usuário de drogas e tem problemas psiquiátricos.

Acionados por vizinhos, os policiais interditaram um trecho da rua e chamaram o Grupo de Ações Táticas Especiais, que atua em situações envolvendo refém e que assumiu as negociações.

Foram mobilizados 27 policiais, cinco negociadores e dois snipers, atiradores de elite do GATE. Equipes do Corpo de Bombeiros e do SAMU também foram para o local e permaneceram de prontidão.

As conversas se estenderam sem resultados até por volta de duas horas da madrugada, quando os policiais efetuaram três disparos de bala de borracha, invadiram a casa e desarmaram o agressor.

A idosa foi resgatada ilesa, mas, como estava bastante nervosa, recebeu os primeiros atendimentos ainda no local e depois foi encaminhada ao Hospital Municipal de Urgência de Guarulhos.

O neto dela, que também saiu sem ferimentos da ocorrência, foi imobilizado e algemado pelos PMs, sendo levado para o mesmo hospital e, posteriormente, para o Segundo Distrito Policial do município, onde foi autuado pelo crime de cárcere privado.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore