Apesar da redução da ocupação de leitos, hospital do Anhembi continuará aberto, diz Covas

  • Por Jovem Pan
  • 08/07/2020 07h39 - Atualizado em 08/07/2020 08h15
EFE/EPA/ALESSANDRO DI MARCOA prefeitura entregou obras de restauração no hospital municipal José Storopolli, na zona norte de São Paulo

Apesar da melhora nos números em relação a pandemia do coronavírus na capital paulista, que está permitindo a reabertura gradual das atividades, ainda não é o momento de desmobilizar o hospital de campanha do Anhembi, esta é a afirmação do prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

O tucano adianta que não há nada em vista num curto prazo e está sendo feito um monitoramento para que não haja impacto na capacidade da rede hospitalar. “A gente está observando esses números para quando for o momento, com tranquilidade, a gente possa desmobilizar o hospital de campanha do Anhembi.”

Além disso, o secretario Municipal da Saúde, Edson Aparecido indica que houve uma brusca redução nas internações.”No momento mais difícil da pandemia na cidade chegamos a ter, em um dia, solicitação de 350 internações, noventa delas de UTI. No último final de semana, tivemos 22 solicitações de enfermaria e apenas 11 de internação de UTI.”

Com a melhora na ocupação de leitos em São Paulo, o prefeito afirma que a flexibilização pode ser acelerada. No entanto, ele ressalta que é necessário que a população colabore e não abra mão dos cuidados. Além dos hospitais de campanha, a prefeitura entregou obras de restauração no hospital municipal José Storopolli, na zona norte de São Paulo.

*Com informações do repórter Daniel Lian