Ida de Bolsonaro à ONU vai depender de avaliação médica, diz porta-voz

  • Por Jovem Pan
  • 18/09/2019 06h25
Mateus Bonomi/Estadão ConteúdoO presidente deverá manter uma agenda mais tranquila até o final da semana, para garantir que ele possa viajar sem problema para os Estados Unidos

A viagem do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos para participar da abertura da Assembleia Geral da ONU só será confirmada na próxima sexta-feira (20). Os médicos que operaram o presidente em São Paulo estarão em Brasília para avaliar a saúde de Bolsonaro e o presidente só viajará se a recuperação estiver dentro do esperado.

A equipe médica deverá chegar ao hospital por volta das 8h30 da manhã. Segundo o porta-voz da presidência, Otávio Rêgo Barros, por enquanto só está previsto encontro do presidente com o secretário geral da ONU, Antônio Guterres, mas que o cenário pode mudar.

“É muito importante entender que todo esse reajuste do planejamento se deve, naturalmente, em razão da saída o presidente do hospital, embora ótima sua recuperação. Mas sempre se carece de um tempo maior de descanso, que ele não teria se tivéssemos uma série de bilaterais que estavam previstas anteriormente.”

O presidente deverá manter uma agenda mais tranquila até o final da semana, para garantir que ele possa viajar sem problema para os Estados Unidos.

Bolsonaro estaria animado com a viagem e tem usado parte do tempo livre para preparar o discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU na próxima terça-feira (24). Tradicionalmente, o Brasil é o responsável por abrir a reunião. O governo brasileiro diz que está tranquilo  e não acredita em protestos ou qualquer tipo de outro problema.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin