Impactada pela Operação Carne Fraca, BRF fecha 2017 com prejuízo de R$ 1 bilhão

  • Por Jovem Pan
  • 23/02/2018 06h54 - Atualizado em 23/02/2018 06h55
Reprodução/FacebookEm nota, o diretor presidente global da empresa, José Drummond Jr., disse que "o ano de 2017 foi um ano repleto de desafios e de mudanças importantes" na companhia

Uma das maiores companhias de alimento do mundo, a BRF, divulgou o balanço de 2017 apontando o prejuízo de R$ 1 bilhão.

O número é pior do que o anterior divulgado quando em 2016 fechou em R$ 367 milhões negativos.

Em nota, o diretor presidente global da empresa, José Drummond Jr., disse que “o ano de 2017 foi um ano repleto de desafios e de mudanças importantes” na companhia, e se disse seguro de que ela será colocada “em um novo caminho de crescimento e rentabilidade sustentável”.

A empresa foi impactada em 2017 pela Operação Carne Fraca, deflagrada em março pela Polícia Federal para investigar um suposto esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos.

A operação fez com que vários países suspendessem a importação de carne brasileira.

A empresa informou que “certos produtos acabados, que não puderam ser exportados para os destinos planejados, reflexo da operação Carne Fraca, estão hoje sendo reaproveitados e utilizados como matéria-prima na produção”.

O presidente Global da BRF, Drummond Junior, classificou o episódio como “um dos momentos mais desafiadores da indústria de alimentos”.

*Informações da repórter Neila Carvalho