Importação de veículos cresce após fim de cotas e IPI mais alto

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2018 06h34 - Atualizado em 08/03/2018 09h48
DivulgaçãoO vice-presidente da Abeifa, Paulo Ferreira, ressaltou que o mercado de supercarros também foi afetado pela crise

Importação de veículos cresce 52% em fevereiro, reflexo de mercado mais positivo e fim das cotas de carros impostas pelo Governo e o super IPI de 30% no setor. Essa foi a avaliação do presidente da Abeifa, José Luiz Gandini.

“Eu acredito que o ano do renascimento do setor, porque o setor praticamente morreu. A diferença é que hoje temos cambio a R$ 3,25, então não vai ser fácil. Então, se tudo correr bem, nosso setor deve crescer em torno de 33% chegando a 40 mil carros este ano”, disse.

O vice-presidente da Abeifa, Paulo Ferreira, ressaltou que o mercado de supercarros também foi afetado pela crise, mas analisou o ano de 2018 para Ferrari, Maserati, Lamborghini e Rolls Royce no Brasil: “para esse ano estamos esperando crescimento por conta de não ter mais as cotas. A gente está apostando também na recuperação econômica do País e isso deve refletir tanto no nosso segmento como no segmento de todo mercado”.

Em fevereiro foram vendidos 2.557 carros importados no Brasil. Em 2011, a participação do setor no mercado nacional chegou a 5,8%, e em 2017, registrou 1,37%.

*Informações do repórter Marcelo Mattos