Incêndios castigam Austrália e moradores de Sidney pedem cancelamento de festa de Ano Novo

  • Por Jovem Pan
  • 31/12/2019 06h45 - Atualizado em 31/12/2019 09h46
EFEDesde o início dos incêndios florestais no país, dez pessoas morreram

As chamas continuam a assustar os moradores da Austrália. Residentes de diversas cidades do Estado de Victoria, no sudeste do país, foram alertados pelo serviço de emergência para ficarem abrigados dentro de casa para se protegerem dos focos de incêndio.

O fogo se alastrou pela região por conta das altas temperaturas, que ultrapassam os 40º, e pelos fortes ventos que atingem a região. O gabinete de meteorologia do país informou que as chamas apresentaram um comportamento extremamente perigoso durante esta segunda-feira (30).

A ordem dada neste domingo (29) para os turistas e moradores era para que eles evacuassem a região. Em Melbourne, capital do Estado de Vitória, quase 100 mil pessoas receberam esse alerta.

Nesta segunda-feira (30), no entanto, a situação ficou tão crítica que o serviço de emergência afirmou que é “tarde demais” para moradores de algumas cidades deixarem suas casas em segurança e que, por isso, eles deveriam realmente permanecer abrigados.

A previsão é de que as condições climáticas piorem também no Estado de Nova Gales do Sul, que já registra cerca de 100 incêndios ativos.

Em Sydney, a capital do Estado, moradores criaram uma campanha para cancelar a festa de ano novo e destinar o dinheiro que seria usado para combater as chamas. A celebração do ano novo na cidade é uma das maiores do mundo e atrai milhares de turistas todos os anos.

Ainda assim, campanha criada pelos moradores já conta com quase 300 mil assinaturas, mas as autoridades garantem que a festa continua confirmada.
No começo do mês, um contêiner cheio de fogos de artifício explodiu depois de ser atingido pelo fogo.

Desde o início dos incêndios florestais na Austrália, dez pessoas morreram.

*Com informações do repórter Renan Porto