Incertezas na pandemia impactam a saúde mental de pacientes e pessoas isoladas

Médicos alertam para a possibilidade de que pessoas desenvolvam distúrbios psicológicos durante a quarentena

  • Por Jovem Pan
  • 14/07/2020 07h10 - Atualizado em 14/07/2020 09h46
SANDRO PEREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDODe acordo com os médicos, o medo de sair na rua e a ansiedade pelo fim do isolamento social também podem causar problemas psicológicos nas pessoas

As incertezas provocadas pela Covid-19, os riscos de contaminação e a obrigação de isolamento social podem agravar ou gerar problemas mentais. Em maio, o secretário geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, pediu para que autoridades atendessem às necessidades de saúde mental da população, mesmo quando a pandemia estivesse sob controle.

Um mês antes, em abril, Maciel Junior teve a doença e ficou internado por 28 dias, sendo 16 em unidade de terapia intensiva e 12 entubado. Após perder 15kg, o radialista diz que depois da internação passou por vários problemas emocionais por causa da solidão. Maciel faz parte de um dos cenários possíveis para quem contrai a Covid-19. Ter os primeiros problemas psicológicos pós internação.

O medico psiquiatra do Hospital Servidor Público Estadual em São Paulo, Michael Haddad diz que existem outros cenários possíveis para pacientes internados, sendo possível até mesmo que as pessoas também desenvolvam distúrbios psicológicos estando em casa, durante a quarentena.

Luiz Dieckmann, psiquiatra e coordenador do Programa de Transtornos de Ansiedade da Universidade Federal de São Paulo diz que o isolamento social é importante, mas impacta diretamente na saúde mental das pessoas. De acordo com os médicos, o medo de sair na rua e a ansiedade pelo fim do isolamento social também podem causar problemas psicológicos nas pessoas.

*Com informações do repórter Victor Moraes