Incertezas por pandemia adiam venda de refinarias da Petrobras

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2020 08h16
Divulgação - PetrobrasA Petrobras pretende vender os ativos para aumentar a competitividade; hoje ela é praticamente monopolística

A pandemia de coronavírus já começa a afetar o programa de desinvestimentos da Petrobras. A petroleira informou nesta sexta-feira (20) que está postergando a entregas de propostas nas oito refinarias que estão a venda.

A Petrobras pretende vender os ativos para aumentar a competitividade. Hoje ela é praticamente monopolística.

São dois pacotes: quatro refinarias no primeiro e outras quatro no segundo. A empresa imaginava, antes da pandemia, arrecadar em torno de US$ 20 bilhões. Agora, a realidade é totalmente diferente e o valor está sendo reavaliado. A Petrobras tem acordos para que, ao vender, não sejam criados monopólios regionais.

Apesar de todas as consequências do coronavírus e seus efeitos sobre o petróleo do tipo Brent e mercado financeiro, a petroleira mantem seus planos de vender o primeiro pacote ainda no segundo semestre de 2020.

A Petrobras tem um robusto plano de desinvestimento para fazer frente ao elevado endividamento, que é o maior entre as gigantes. No novo ambiente, a meta de redução da divida também esta sendo reavaliada.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga