Indicada para suceder Janot, Raquel Dodge passa por sabatina no Senado nesta quarta

  • Por Jovem Pan
  • 12/07/2017 06h27 - Atualizado em 12/07/2017 08h17
Raquel Dodge foi a segunda mais votada na lista tríplice eleita pelos procuradores

A subprocuradora Raquel Dodge enfrenta nesta quarta-feira (12) sabatina da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Ela foi indicada pelo presidente Michel Temer para ser a nova procuradora-geral da República, no lugar de Rodrigo Janot.

O mandato de Janot termina em 17 de setembro. Para assumir, Raquel Dodge precisa de ser aprovada pela CCJ e depois pelo plenário do Senado. Cerca de um terço dos senadores são investigados por corrupção.

O procurador-geral também tem o encargo de comandar o Ministério Público Federal, que nos últimos anos ganhou notoriedade ao denunciar políticos por condutas ilegais com o dinheiro público.

Raquel Dodge foi a segunda mais votada na lista tríplice eleita pelos procuradores.

Governistas e oposição esperam uma sabatina tranquila e sem grande resistência quanto ao nome dela. Temas como a Operação Lava Jato, os recentes acordos de delações premiadas e a própria situação do presidente Temer devem estar presentes nas perguntas.

A última sabatina para um procurador-geral no Senado foi longa. Em 2015, Rodrigo Janot passou dez horas respondendo questões dos senadores. Porém, em 2013, a sessão durou apenas três horas.

*Informações do repórter Levy Guimarães