Indústria de Máquinas e Equipamentos tem alta de 30% no faturamento em julho

Mesmo com a recuperação positiva, a preocupação persiste com as exportações em queda

  • Por Jovem Pan
  • 27/08/2020 07h52 - Atualizado em 27/08/2020 09h14
EFE/EPA/SEBASTIEN COURDJIO segmento de máquinas agrícolas se mantém com um dos grandes destaques do setor

A Indústria de Máquinas e Equipamentos registra alta de 30% julho em seu  faturamento. O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), José Velloso, ressalta impacto menor da pandemia no setor. “Nós tivemos em abril uma queda de 28%, em maio cresceu 19%, em junho andou de lado e agora em julho cresceu no mercado interno 30%. Então nós recuperamos tudo que tinha perdido no mercado interno, e nós estamos, de janeiro a julho, com uma queda no mercado interno de apenas 1,9%”, afirma.

O setor é um balizador dos investimentos pela produção de bens de capital. A preocupação persiste com as exportações, após queda de 33%. “Se as exportações não estivessem tão mal, a gente já poderia estar imaginando que terminaríamos 2020 com crescimento em relação a 2019. A gente estava prevendo um crescimento de 10%, hoje, já podemos dizer que a queda neste ano em relação a 2019 deve ficar em cerca de 3,5% a 4%”, explica. O segmento de máquinas agrícolas se mantém com um dos grandes destaques do setor. Sobre o crédito ainda há a reclamação de 38% dos empresários que buscaram financiamentos não obtiveram êxito.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos