Indústria automotiva reclama de falta de apoio durante a crise

  • Por Jovem Pan
  • 07/04/2020 07h03 - Atualizado em 07/04/2020 08h36
Gabriel Jabur/ Agência BrasilA Anfavea aponta que a produção de veículos caiu 7% em março sobre fevereiro, mês com Carnaval e menos dias úteis de vendas, e 21% sobre março de 2019

Paralisada, a indústria automotiva cobra acesso ao crédito para atravessar a crise gerada pelo coronavírus. O presidente da Anfavea, associação que reúne as montadoras de veículos, ressalta o fechamento de 63 fábricas que empregam 123 mil pessoas em 10 estados e 40 cidades do Brasil.

Luiz Carlos Moraes defende ação do Banco Central para garantir os financiamentos das instituições financeiras. “Os bancos estão vendo um risco de inadimplência lá na frente e se retraíram, estão sentando em cima da liquidez. Esse é o momento que a gente espera uma ação rápida do BC para as empresas. Se não resolver isso, teremos problema muito pior da economia.”

A Anfavea aponta que a produção de veículos caiu 7% em março sobre fevereiro, mês com Carnaval e menos dias úteis de vendas, e 21% sobre março do ano passado. A crise envolve, além das fábricas, o consumidor e o mercado financeiro.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos