Iniciativa permite que mulheres que sofrem com o câncer de mama recuperem a autoestima

  • Por Jovem Pan
  • 22/10/2018 07h40
Aloisio Mauricio/Estadão ConteúdoO procedimento serve para recuperar a autoestima de mulheres que passaram pela cirurgia de remoção da mama e por processos de quimioterapia e radioterapia

Tatuagens cosméticas para recriação do desenho da aréola ou da sobrancelha têm mudado a vida de mulheres que passaram por cirurgia de mastectomia devido ao câncer de mama.

O procedimento serve para recuperar a autoestima de mulheres que passaram pela cirurgia de remoção da mama e por processos de quimioterapia e radioterapia.

Neste fim de semana, durante a feira Tattoo Week, em São Paulo, foi realizada a campanha “Outubro Rosa – recuperando a autoestima com tatuagem”. A iniciativa contou com a parceria da Associação Brasileira de Micropigmentadores.

Ana Savoy, que é responsável pelo projeto, destacou que ajudar as mulheres que enfrentaram o Câncer de Mama acabada sendo uma troca de experiências. Ela acredita já ter atendido mais de duas mil pessoas.

A coordenadora pedagógica, Aparecida de Fátima, lutou contra a doença e encarou o procedimento estético como um ponto final para uma difícil fase da vida. Ela afirmou que as mulheres devem enfrentar com garra o Câncer de Mama.

Só para este ano, o Ministério da Saúde estima 59,7 mil novos casos da doença no Brasil.

*Informações do repórter Matheus Meirelles