Integrantes do MST invadem fazenda de Oscar Maroni, em Araçatuba

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2018 09h49
Reprodução/Twitter/MSTO coordenador do MST, João Pedro Stedile, defendeu as invasões de terra como forma de pressionar pela libertação de Lula

Integrantes do Movimento dos Sem Terra (MST) invadiram, na manhã desta terça-feira (17), uma fazenda de propriedade do empresário Oscar Maroni em Araçatuba. O imóvel fica a cerca de 550 quilômetros da capital paulista.

Dentre os motivos alegados para a invasão estão a reforma agrária e a “arbitrariedade” na prisão do ex-presidente Lula.

Dono do Bahamas Club, Oscar Maroni distribuiu cerveja grátis em seu estabelecimento após o petista se entregar à Polícia Federal.

De acordo com o MST, o “magnata do sexo”, que se vestiu de empresário e comandou uma festa em seu clube “agrediu sexualmente diversas mulheres, expondo o corpo de muitas trabalhadoras do sexo perante centenas de homens em uma festa no dia 06”.

Em discurso na noite desta segunda-feira (16) em Brasília, o coordenador do MST, João Pedro Stedile, defendeu as invasões de terra como forma de pressionar pela libertação de Lula. “Nós vamos ocupar nesta semana terras porque queremos o Lula livre”.