Investigação de Dallagnol por suposta troca de mensagens é arquivada

  • Por Jovem Pan
  • 28/06/2019 06h17 - Atualizado em 28/06/2019 09h53
Fernando Frazão/Agência Brasil O procurador da República Deltan Dallagnol Órgão entendeu que conteúdos das conversas foi obtido de forma ilícita e criminosa

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) arquivou, nesta quinta-feira (27), uma representação disciplinar contra o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força tarefa da Lava Jato em Curitiba. O procedimento havia sido instaurado após o vazamento de supostas mensagens trocadas entre ele e o então juiz federal Sergio Moro, atual ministro da Justiça e Segurança Pública.

O corregedor nacional do órgão, Orlando Rochadel Moreira, determinou o encerramento da apuração por entender que o conteúdo das conversas foi obtido de forma ilícita e criminosa. Na decisão, Moreira argumentou que as mensagens atribuídas aos procuradores e ao ex-juiz federal não têm autenticidade conhecida e por isso, é inviável usar os “diálogos como elemento probatório”.

Moerira acrescentou, ainda, que o fim da ação se deve a “ausência de qualquer elemento que indique materialidade de ilícito disciplinar imputado”.

*Com informações da repórter Camila Yunes