Isolamento social rigoroso abre caminho para recuperação econômica mais rápida, diz FMI

Segundo estudo, mitigar os riscos à saúde parece ser uma pré-condição para ter uma economia forte e sustentável

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2020 05h48
EFE/EPA/JULIEN DE ROSAOs especialistas ainda destacaram a necessidade de investimento dos governos com testagem em massa e cuidados com os mais vulneráveis

Países que adotaram um isolamento social rigoroso e de curto prazo durante a pandemia estão sofrendo menos efeitos da crise econômica global. Essa é uma das conclusões de um relatório divulgado nesta quinta-feira, 08, pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). O estudo destacou que a eficácia do bloqueio total, conhecido como “lockdown”, na redução de infecções pode abrir um caminho para uma recuperação econômica mais rápida se for possível conter o coronavírus. De acordo com o documento, mitigar os riscos à saúde parece ser uma pré-condição para ter uma economia forte e sustentável.

Os especialistas ainda destacaram a necessidade de investimento dos governos com testagem em massa e cuidados com os mais vulneráveis. O FMI reforçou que as condições para o isolamento social em economias avançadas são diferentes das disponíveis em países pobres e em desenvolvimento. Segundo a organização, profissionais que vivem em regiões de baixa renda, muitas vezes, não podem optar pelo distanciamento social porque não dispõem de recursos financeiros para lidar com a perda de ganhos.

*Com informações do repórter Vinicius Moura