Jair Bolsonaro ganha direito de resposta na propaganda de Geraldo Alckmin no rádio e na TV

  • Por Jovem Pan
  • 13/09/2018 06h26 - Atualizado em 13/09/2018 06h27
Antonio Cruz/Agência Brasil Com isso, Bolsonaro poderá utilizar um minuto e 14 segundos do tempo de Alckmin, em data a definir

O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro, do PSL, vai ter um direito de resposta na propaganda de rádio e televisão do adversário Geraldo Alckmin, do PSDB. O pedido foi concedido pelo ministro do Tribunal Superior Eleitoral Luis Felipe Salomão.

A coligação de Bolsonaro acusa a campanha do tucano de fazer uma montagem ao reproduzir uma fala dele afirmando ter sido o único deputado a votar contra a PEC das Domésticas, em entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo.

A reclamação é que a peça não mostra o restante da fala, na qual Bolsonaro explica os motivos do voto. Na decisão, o ministro Salomão considera que a propaganda “ultrapassou a esfera da mera crítica política, espraiando-se em verdadeira divulgação de fato distorcido, perceptível de plano”.

Com isso, Bolsonaro poderá utilizar um minuto e 14 segundos do tempo de Alckmin, em data a definir.

O PRTB, partido do vice de Bolsonaro, General Hamilton Mourão, disse que vai consultar o TSE sobre a possibilidade de Mourão substituir o presidenciável em debates e eventos nos próximos dias. Segundo o partido, a decisão final sobre o tema vai ser dada em conjunto com o PSL.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Levy Guimarães