Joice Hasselmann nega acidente de carro: ‘Parece um filme de horror misturado com comédia’

Deputada federal afirma ter sido vítima de um atentado com motivação política; Polícia Legislativa investiga

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2021 12h28
Maryanna Oliveira/Câmara dos DeputadosA parlamentar afirma que está com cinco fraturas no crânio, lesões nos dois joelhos, costelas e ombros além de ter quebrado alguns dentes

A deputada Joice Hasselman (PSL) prestou depoimento à Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados nesta sexta-feira, 23. Ela relata ter sido vítima do que pode ter sido um atentado. De acordo com a parlamentar, ela estava assistindo a uma serie de televisão com o marido no último sábado, no apartamento funcional em Brasília, quando ele foi dormir antes dela em outro quarto por causa de problemas com ronco. No dia seguinte, ela teria acordado 7 horas da manha envolta em uma poça de sangue. Ela diz não se lembrar do que aconteceu na madrugada. Aos jornalistas, Hasselmann disse que foi atendida primeiro pelo marido, que é neurocirurgião.

“Teimosa como sou, não quis ir para o hospital. depois que fiz o primeiro exame, minha boca estava muito fechada, não conseguia abrir. Como a gente achava que era um problema nos dentes, estava preocupada em fazer uma tomografia dentária. Quando fiz, os profissionais perceberam que não era uma coisa tão simples assim e fui direto ao hospital. Fiquei algumas horas lá, mas desde o primeiro momento cuidada por um profissional da área. Fiquei algumas horas e, de lá, voltei para casa.” A deputada disse que informou aos policiais a suspeita de que teve o imóvel foi invadido por alguém com copia da chave ou que tenha se escondido na casa.

A parlamentar afirma que está com cinco fraturas no crânio, lesões nos dois joelhos, costelas e ombros além de ter quebrado alguns dentes. Joice Hasselmann conta que já pediu acesso as gravações de segurança do prédio. Porém, alguns locais não são filmados — como escadas e a entrada do apartamento. Segundo ela, medidas foram encaminhadas pela bancada feminina ao presidente da Câmara, Arthur Lira. “O que me assusta muito é o fato de não ter câmera de segurança nas escadas, não ter câmera na porta do prédio. perguntei aqui se tem na garagem, isso é importantíssimo. Há varias maneiras de, eventualmente, alguém tentar invadir o apartamento de um parlamentar. Isso está sendo discutido e vamos encaminhar medidas ao presidente da Câmara pedindo o reforço não só da minha segurança, mas de todas parlamentares mulheres.”

Nas redes sociais, Joice Hasselmann disse que continua com muitas dores e sob efeito de medicação. Durante a coletiva, ela sentiu tontura e teve que ser ajudada por auxiliares. A investigação vai continuar com depoimentos do marido, o médico Daniel França, do motorista e funcionários que frequentam o apartamento. Joice acredita que o ocorrido teve razões políticas. “Não me venham dizer que tem outra motivação. Só pode ser política. Ninguém faria isso porque não vai com a minha cara. Estamos falando da casa de uma parlamentar.” Ainda nesta sexta, ela disse ter recebido de uma pessoa ligada ao Gabinete de Segurança Institucional que a pasta estaria procurando um carro para afirmar que ela sofreu um acidente de carro

“Dizem que estão procurando um carro batido, queria que eles encontrassem. Se meu carro aparecer todo batido por aí, vocês já sabem quem fez. Alguém da imprensa me disse que recebeu informação do GSI. Meu carro está intacto aqui, se quiserem fazer imagem agora. Quem sabe aparece batido daqui a pouco. Parece um filme de horror misturado com comédia”, disse. Joice Hasselmaann também afirma que, desde o incidente, está deixando dois funcionários armados passando a noite dentro do apartamento. Ela  preferiu não registrar uma ocorrência na Polícia Civil do Distrito Federal e deixou o caso sob investigação apenas da policia legislativa da Câmara.

*Com informações do repórter Levy Guimarães