Jovem que pretendia atacar escola no RJ vai para internação provisória

  • Por Jovem Pan
  • 20/03/2019 06h10
EFE/Antonio LacerdaO jovem vinha manifestando a amigos, pessoas próximas e até em redes sociais o desejo de invadir a escola que foi expulso recentemente e promover um massacre

O adolescente de 16 anos que pretendia promover um ataque a uma escola pública no Rio de Janeiro nesta quarta-feira (20) vai para a internação. A decisão foi tomada pela juíza titular da Vara da Infância e Juventude da capital fluminense, Vanessa Cavallieri.

O adolescente foi preso na segunda-feira (18) no Morro da Providência, que fica no centro da capital. Vários policiais foram mobilizados para a operação. Ele vinha manifestando a amigos, pessoas próximas e até em redes sociais o desejo de invadir a escola que foi expulso recentemente e promover um massacre.

O ataque poderia ocorrer, segundo o próprio jovem, nesta quarta-feira (20), quando completam 20 anos do massacre em Columbine, nos Estados Unidos. Na ocasião, 15 pessoas morreram.

Além da apreensão do menor também foram capturados computador e celulares que comprovassem as ameaças que o jovem fazia à ex-escola.

A Polícia também descobriu que o adolescente frequentava fóruns virtuais de pessoas que admiram armas e ações de terroristas. Por conta da apreensão e da análise do computador, a magistrada decidiu pela internação do jovem.

Em depoimento à Polícia do RJ, o jovem disse que era tudo brincadeira e que sua intenção era assustar um ex-colega da escola porque teria sido vítima de bullying.

*Informações do repórter Rodrigo Viga