Jovens morrem vítimas de balas perdidas em três dias no RJ

  • Por Jovem Pan
  • 06/11/2018 05h59
PixabaySomente neste ano, números extraoficiais apontam para mais de 30 óbitos por conta de bala perdida no Rio de Janeiro

Três jovens morreram vítimas de balas perdidas desde o feriado da sexta-feira (02) no Rio de Janeiro. Eram jovens com 14, 15 e 17 anos.

Nesta segunda-feira (05), foi enterrado, em clima de comoção e revolta, o corpo de Wanderson Santos, de 15 anos, que estava em casa, dormindo, na sexta-feira (02), em uma comunidade da Penha, durante um confronto entre traficantes.

Quando se levantou para fechar a janela, com medo do tiroteio, ele foi baleado nas costas. Socorrido, ele não resistiu ao ferimento.

No sábado (03), um adolescente, de 14 anos, estava em uma praça na Comunidade Cidade de Deus, quando foi atingido por uma bala perdida. Ele também foi socorrido, mas não resistiu.

E, no domingo (04), um adolescente, de 17 anos, andava de bicicleta na Favela de Manguinhos quando se deparou com um confronto entre policiais e traficantes. Esse menor foi baleado e não resistiu.

Somente neste ano, números extraoficiais apontam para mais de 30 óbitos por conta de bala perdida no Rio de Janeiro. Em todo o Estado, os casos são cerca de 180.

*Informações do repórter Rodrigo Viga