Juíza suspende contratação de buffet de luxo pelo STF

O STF informou que vai recorrer da decisão por meio da AGU

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2019 07h17
Rosinei Coutinho/STFO edital da licitação previa desembolsos de até R$ 1,1 milhão pelo serviço, que incluía pratos finos e bebidas como uísque, gin, vodca e vinhos premiados

A juíza Solange Salgado, de Brasília, suspendeu a contratação de um buffet de luxo pelo Supremo Tribunal Federal orçado em R$ 481,7 mil em ação movida pela deputada Carla Zambelli (PSL-SP). Ela considerou o gasto desproporcional.

O edital da licitação previa desembolsos de até R$ 1,1 milhão pelo serviço, que incluía pratos finos e bebidas como uísque, gin, vodca e vinhos premiados.

A parlamentar afirmou que a moralidade administrativa é afetada e que os itens listados destoam da realidade da maioria dos brasileiros.

O STF informou que vai recorrer da decisão por meio da Advocacia-Geral da União.

*Informações do repórter Daniel Lian