Junto com segundo turno, 19 cidades do Brasil também terão eleições para prefeito neste domingo (28)

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2018 06h24
Marcelo Camargo/Agência BrasilNestes municípios, o político que venceu em 2016 foi impedido pela Justiça de tomar posse ou então teve o mandato cassado

Em 19 cidades do país, os eleitores que forem às urnas neste domingo (28) também terão que votar para prefeito. Nestes municípios, o político que venceu em 2016 foi impedido pela Justiça de tomar posse ou então teve o mandato cassado.

Foi o que aconteceu, por exemplo, em Mongaguá, no litoral paulista. Lá, os eleitores voltam às urnas, porque o ex-prefeito Arthur Parada Prócida, do PSDB, perdeu o cargo, depois de ser preso pela Polícia Federal com mais de R$ 5 milhões escondidos dentro do guarda-roupa.

Outro caso curioso é o de Monte Azul Paulista, no interior de São Paulo, onde Marcelo Otaviano, do PHS, é candidato único para a votação desse domingo. Ele foi derrotado em 2016 por Paulo Sérgio David, do PSDB, mas o vencedor e o vice foram cassados por abuso de poder econômico.

Entre as 19 cidades que convocaram eleições suplementares para esse final de semana, cinco estão em Goiás; quatro, em São Paulo; três, no Rio de Janeiro. Na sequência, vem o Amazonas, com duas votações e depois, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Maranhão, Ceará e Mato Grosso, com uma cada.

Segundo o TSE, neste ano, já houve eleições para prefeitos em 33 cidades. Além das 19 votações marcadas para domingo, também está prevista mais uma novembro, em Caarapó, no Mato Grosso do Sul.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Vitor Brown