Justiça reverte cassação de vereador de Peruíbe por compra de votos

  • Por Jovem Pan
  • 04/09/2017 06h56 - Atualizado em 19/11/2018 19h06
O vereador também foi condenado a pagar multa de R$ 15 mil

(Esta reportagem foi atualizada em 19/11/2018. O texto original foi publicado em 04/09/2017)

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) reverteu a decisão em primeira instância e absolveu o vereador Alexandre Tamer Junior (PSB), de Peruíbe, pela acusação de compra de votos. O relator do caso, desembargador Nuevo Campos, julgou a ação movida pelo Ministério Público improcedente — seu voto foi acompanhado por unanimidade pelos demais integrantes da Corte eleitoral.

No dia 16 de novembro de 2018, o ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), negou recurso do Ministério Público e manteve a decisão de absolver o vereador.

O MP acusava Tamer Junior de doar cadeiras de rodas a eleitores para obter obter votos nas eleições municipais de 2016.

Ele foi o sétimo candidato mais votado na cidade do litoral paulista.

*As informações são do repórter Guilherme Amaral