Justiça julgou quase 200% a mais de casos de feminicídio em 2021

Dados do Conselho Nacional de Justiça revelam que os casos de violência contra a mulher também aumentaram

  • Por Jovem Pan
  • 02/07/2022 09h28
Pixabay feminicídio O primeiro ano do isolamento social teria contribuído para a redução da violência nas ruas, entretanto, aumentado a violência doméstica

Casos de feminicídio julgados pela Justiça mais que dobraram no Brasil, o aumento é de 193% no número de julgamentos de homicídio ou tentativa de assassinato de mulheres em 2021, em comparação com o ano anterior. São quase 2 mil casos no total, número que, em 2020, era de 638 tribunais de júri sobre este tema. Os dados são resultado da interrupção do trabalho presencial nas unidades judiciárias por conta da Covid-19. O primeiro ano do isolamento social também teria contribuído para a redução da violência nas ruas, entretanto, aumentado a violência doméstica.

Com o abrandamento das medidas restritivas da pandemia, além da retomada dos julgamentos, o Painel de Monitoramento da Política Judiciária Nacional de Enfrentamento à Violência contra as mulheres do Conselho Nacional de Justiça revela que os casos de violência contra a mulher também aumentaram. Em 2020, tramitaram 1,1 milhão de processos de violência doméstica na Justiça, em 2021 o número subiu para 1,3 milhão. Novos casos de feminicídio passaram, de 1.600 em 2020, para 1.900 no ano passado. Outro aumento registrado está no número de varas exclusivas para a tramitação de processos de violência doméstica, que assaram de 138 unidades para 145.

*Com informações da repórter Katiuscia Sotomayor