Justiça manda soltar todos os presos em operação da PF contra fraudes no Porto de Santos

  • Por Jovem Pan
  • 24/08/2019 10h04
MARCO SILVA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOTodos os 21 presos investigados na Operação Círculo Vicioso ganharam liberdade

A Justiça mandou soltar os 21 presos durante a Operação Círculo Vicioso, que investiga um suposto esquema de corrupção na Companhia Docas do Estado de São Paulo.

O desembargador Nino Oliveira Toldo, do Tribunal Regional Federal da 3ª região, entendeu que a decisão que levou à prisão dos envolvidos é ampla e genérica diante da ausência de individualização dos supostos crimes. 

O magistrado atendeu um pedido da defesa de Francisco José Adriano, ex-diretor da Codesp, e estendeu o habeas corpus a todos os envolvidos – que haviam sido presos nesta quinta-feira (22). 

De acordo com as investigações, o esquema pode ter desviado R$ 100 milhões da administradora do Porto de Santos.

Além do ex-presidente da Codesp, o ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara dos Vereadores do Guarujá, Marcelo Squassoni, também havia sido preso na investida. Ele teria recebido R$ 1,6 milhão entre propinas e empréstimos concedidos por empresas envolvidas no esquema. 

De acordo com os investigadores, o esquema de corrupção no Porto de Santos durou mais de 10 anos. Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, associação criminosa, fraude a licitações, corrupção ativa e passiva.

*Com informações da repórter Nanny Cox