Justiça mantém condenação de Bolsonaro por danos morais

A ação foi movida em 2015 por grupos ligados a minorias e ao movimento LGBT

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2019 05h49
Marcos Corrêa/PROs advogados de Bolsonaro recorreram da decisão, mas ela foi ratificada nesta quinta pelos desembargadores

A Justiça do Rio de Janeiro manteve a condenação do presidente Jair Bolsonaro. Nesta quinta-feira (09), a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado manteve condenação por danos morais no valor de R$ 150 mil contra o presidente da República.

A ação foi movida em 2015 por grupos ligados a minorias e ao movimento LGBT. Esta ação foi motivada por declarações quando Bolsonaro ainda era deputado federal, em 2011.

As declarações foram consideradas ofensivas pelos grupos e decidiram entrar com ação na Justiça, sendo que o pagamento da indenização deve ser destinado ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos, ligado ao Ministério da Justiça.

Os advogados de Bolsonaro recorreram da decisão, mas ela foi ratificada nesta quinta pelos desembargadores.

*Informações do repórter Rodrigo Viga