Justiça nega novo pedido de liberdade de motorista que matou três pessoas na Marginal Tietê

  • Por Jovem Pan
  • 06/10/2017 07h53
Reprodução/TV GloboTalita Sayuri Tamashiro está na Penitenciária feminina de Tremembé, no interior de São Paulo

A Justiça negou mais uma vez pedido de liberdade feito pela motorista que matou três pessoas na Marginal, no mês passado. A Justiça de São Paulo negou o pedido de habeas corpus feito pela defesa de Talita Sayuri Tamashiro, de 28 anos.

No último dia 30, Talita atropelou e matou três pessoas na Marginal Tietê, em São Paulo. Isso aconteceu depois que ela saiu embriagada de uma balada, no sábado passado, dirigindo o próprio carro.

Mesmo que estivesse sóbria, Talita Sayuri Tamashiro não poderia estar dirigindo. A habilitação dela estava suspensa desde junho porque já tinha atingido 36 pontos. No momento do acidente, a motorista ainda falava ao celular.

Toda essa combinação fez a decisão dessa semana da justiça ser a terceira derrota da Talita.

No domingo, um dia depois dela ser presa, ela foi ouvida na audiência de custódia, e a juíza Carolina Nabarro Munhoz Rossi converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva.

Depois disso, o juiz Luis Gustavo Esteves Ferreira negou o pedido do advogado da Talita para anular a decisão da juíza anterior.

Para a justiça, os delitos cometidos por ela causam inequívoca intranquilidade social porque, mesmo com tantas campanhas educativas infelizmente ainda são corriqueiras as mortes no trânsito por causa da combinação entre álcool e direção.

Talita Sayuri Tamashiro está na Penitenciária feminina de Tremembé, no interior de São Paulo.

*Informações do repórter Caio Rocha