Kim Jong-un acusa EUA de agirem com má-fé em segundo encontro com Trump

A declaração do líder norte-coreano foi feita durante reunião com o presidente da Rússia

  • Por Jovem Pan
  • 26/04/2019 08h00
EFEKim afirmou ainda que a situação na península está estagnada e depende apenas das ações do governo norte-americano

O líder norte-coreano Kim Jong-un acusou os Estados Unidos de agirem com má-fé no segundo encontro com Donald Trump. A declaração do líder norte-coreano foi feita durante reunião com o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Kim afirmou ainda que a situação na península está estagnada e depende apenas das ações do governo norte-americano. Trump e Kim se reuniram no começo do ano em Hanói, no Vietnã, mas a cúpula terminou mais cedo e sem nenhum acordo assinado.

A Coreia do Norte pedia o fim dos bloqueios econômicos. Já a Casa Branca exigia mais garantias antes de relaxar as sanções impostas ao regime comunista. Sem acordo, o rápido progresso nas relações entre Trump e Kim acabou sendo interrompido.

Durante encontro com Vladimir Putin, o líder norte-coreano pediu ao presidente russo que explorem formas de resolver o problema da desnuclearização. De acordo com a agência KCNA, Rússia e Coreia do Norte deverão ainda cooperar em comércio, economia, ciência e tecnologia.

*Informações da repórter Larissa Coelho