Líder do PSD na Câmara nega revolta na base do Governo: “natural movimentação partidária”

  • Por Jovem Pan
  • 06/11/2017 07h19 - Atualizado em 06/11/2017 11h04
Marcelo Camargo/Agência BrasilO deputado Rogério Rosso (PSD-DF) disse que não há revolta geral na base, segundo ele, um número pequeno de deputados que tentam influenciar em reforma ministerial na Esplanada

O presidente Michel Temer entra na segunda fase de Governo dizendo que vai tentar unir a base governista.

O deputado Rogério Rosso (PSD-DF) disse que não há revolta geral na base, segundo ele, um número pequeno de deputados que tentam influenciar em reforma ministerial na Esplanada: “é claro que a base não é a mesma do início, mas é base importante que vai conseguir aprovar, com muito trabalho e diálogo, esses temas. Não vejo nenhum movimento mais grave aqui dentro. O que vejo é a natural movimentação partidária”.

O Governo sabe que não possui mais maioria para aprovar uma emenda à Constituição e tenta agora aprovar medidas provisórias que fazem esse ajuste fiscal.

Uma das medidas sofre resistência dos servidores que não aceitam o adiamento do reajuste e aumento da contribuição previdenciária.

*Informações do repórter José Maria Trindade