Em Live do PT, Gleisi diz que Mandetta só é ‘bom de televisão e entrevista’

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2020 06h54 - Atualizado em 10/04/2020 08h38
Reprodução/FacebookAntes das declarações, governadores e prefeitos do PT relataram que não estão recebendo recursos e nem equipamentos de proteção individual

Petistas criticam ações do governo federal no combate ao coronavírus. Durante uma live que reuniu os caciques do partido, muitas críticas sobre o modo como o presidente da república, Jair Bolsonaro está conduzindo esta luta.

O ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva usou até uma palavreado de baixo calão para dizer que a dívida tem que ser deixada de lado para que cheguem recursos à população de baixa renda. “Estamos discutindo agora que é preciso criar financiamento para os bancos. Nós temos é que libertar dinheiro para o povo pobre. Essa é a nossa prioridade.

A ex-presidente da república, Dilma Rousseff afirma que há uma subnotificação de casos de coronavírus e uma deliberação de não fazer testes para identificar pessoas contaminadas.

“Eu acho que tem uma certa deliberação em não fazer. Hoje se soubéssemos que os números devem se multiplicar por 15, teríamos 100 mil casos, nós poderíamos ter uma reação mais efetiva da população.”

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad acentuou que não existe uma coordenação no país. Já a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, criticou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Para a deputada federal pelo Paraná ele tem bom desempenho na mídia, mas é pouco eficiente em sua atuação à frente da pasta. “O ministério da saúde também não está repassando os recursos e fazendo o que tem que fazer. Parece que ministro é bom de televisão e entrevista, mas parece que não é bom de eficácia para levar o dinheiro na ponta.”

Antes das declarações, governadores e prefeitos do PT relataram que não estão recebendo recursos e nem equipamentos de proteção individual em volume suficiente para atender às demandas da população.

Para finalizar e para não fugir a escrita em um determinado momento da videoconferência a ex-presidente Dilma chegou a apresentar uma certa dificuldade em relação a intimidade com o equipamento.

*Com informações do repórter Daniel Lian