Lúcio Vieira Lima, Marcelo Odebrecht e mais três são denunciados pela PGR

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2019 05h56
Lúcio Bernardo Junior/Câmara dos DeputadosComo o mandato de Lúcio Vieira Lima termina na próxima sexta-feira (1º), a PGR pediu ao STF que a denúncia seja enviada à primeira instância

O deputado Lúcio Vieira Lima (MDB) foi denunciado por corrupção passiva. A peça é da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

O parlamentar é acusado de ter recebido R$ 1,5 milhão da Odebrecht em 2012. Em troca, ele teria atuado politicamente pela aprovação de uma medida provisória favorável à construtora.

Além da condenação e da perda do mandato de Lúcio Vieira Lima, Dodge pede que ele pague multa de R$ 4,5 milhões aos cofres públicos: R$ 1,5 milhã pela propina que ele teria recebido e mais R$ 3 milhões por danos morais coletivos.

Na denúncia, Raquel Dodge afirma que os prejuízos decorrentes da corrupção são amplos, afetando a ordem econômica, a administração da Justiça e a administração pública, além da respeitabilidade do parlamento perante a sociedade. A acusação ainda destaca que o político do MDB foi o presidente da comissão especial que aprovou a medida no Congresso.

Além do deputado, foram denunciados quatro ex-dirigentes da Odebrecht: Marcelo Odebrecht, Cláudio Melo Filho, José de Carvalho Filho e Carlos José Fadigas de Souza Filho.

Como o mandato de Lúcio Vieira Lima termina na próxima sexta-feira (1º), a PGR pediu ao Supremo Tribunal Federal que a denúncia seja enviada à primeira instância.

*Informações do repórter Levy Guimarães