Lula diz que CPI da Covid-19 tem elementos para impeachment de Bolsonaro

Ex-presidente acredita que o avanço da pandemia no Brasil foi freado pela ação dos governadores; petista disse que ainda não decidiu se vai disputar as eleições de 2022

  • Por Jovem Pan
  • 24/08/2021 08h25 - Atualizado em 24/08/2021 12h35
ROBERTA ALINE/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDOEx-presidente disse que foi vítima da Operação Lava Jato, que tinha como objetivo de evitar a inclusão social no país

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acredita que CPI da Covid-19 tem elementos para o impeachment do atual chefe da República, Jair Bolsonaro. “Todo mundo que vai lá vai na Suprema Corte, consegue uma procuração para não dizer a verdade e fica mentindo. Você vê um cidadão que foi general quatro estrelas, ministro da Saúde que não entende nada, que foi lá para mentir. Você vê uma quantidade de pessoas que pareciam sérias aos olhos da sociedade, médicos importantes que você respeitava, que vão lá mentir. Agora, a acho que a CPI já tem material suficiente para pedir impeachment do Bolsonaro e para pedir a prisão de muita gente”, disse, em entrevista exclusiva à Jovem Pan Fortaleza, com a jornalista Patrícia Calderón. O petista considera que o avanço da pandemia de Covid-19 no Brasil foi freado pela ação dos governadores.

“Colocou os governadores, que começaram a se preocupar com o seu povo. A coisa só não foi mais grave porque tivemos governadores que resolveram comprar a briga. Você pode começar pelo Doria, em São Paulo, mas você pega o Consórcio Nordeste, foi uma coisa extraordinária feita nesse país. ‘Vamos dar um basta e tentar cuidar’, e cuidaram”, afirmou. No Ceará, Lula minimizou embates com o ex-aliado Ciro Gomes. Ele prometeu não agredir ninguém e respeitar as adversidades, mas disse que ainda não decidiu se será candidato nas eleições de 2022. O petista afirma que foi vítima da Lava Jato, com o objetivo de evitar a inclusão social no país.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos