Lula diz que PT não precisa de autocrítica e promete polarização em 2022

  • Por Jovem Pan
  • 15/11/2019 06h41
NACHO DOCE/REUTERSO ex-presidente ainda disse que, na dúvida, os petistas têm que defender os "companheiros até as últimas consequências"

O ex-presidente Lula disse que o Partido dos Trabalhadores não precisa fazer autocrítica e que a sigla vai polarizar nas eleições de 2022. O petista deu as declarações nesta quinta-feira (14) na reunião da Executiva Nacional da legenda em Salvador, na Bahia.

Na fala aos militantes, o ex-presidente afirmou que o partido “não vai se encolher” e que, com Lula ou sem Lula, não vão conseguir tirar o PT da disputa eleitoral.

“Tem gente que fala ‘não, mas o PT vai voltar a polarizar outra vez’. Sabe quem polariza? Quem disputa o título. Por isso vamos sempre polarizar. Se o PT tiver um candidato, o PT vai polarizar. Eles não vão conseguir tirar o PT da disputa eleitoral desse país.”

Ele discursou por cerca de uma hora ao lado da presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann, do candidato derrotado à presidência da República Fernando Haddad e do governador da Bahia, Rui Costa, entre outros correligionários.

Lula afirmou que o papel de fazer críticas ao partido é da oposição. “Vocês já viram alguém pedir pro FHC fazer autocritica? Vocês já viram alguém pedir pro Kassab fazer autocritica? Para o Bolsonaro fazer autocritica? Quem quiser que o PT faça autocritica, faça critica a você. Esse partido tem defeito, mas esse é o meu partido.”

O ex-presidente ainda disse que, na dúvida, os petistas têm que defender os “companheiros até as últimas consequências”.

O ex-presidente também voltou a fazer críticas à Lava Jato, dizendo que a operação está “julgando” o mandato dele.

Para ele, a força-tarefa quer “fazer acreditar que a desgraça desse pais foi o PT que fez”.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni