Lula pede adiamento de interrogatório para visitar Papa Francisco

  • Por Jovem Pan
  • 05/02/2020 06h20
José Cruz/Agência BrasilA defesa do ex-presidente disse que ele viaja no dia 12 e volta no dia 15 e completou que ele "não deixará de comparecer a nenhum ato judicial" obrigatório

A defesa de Lula solicitou à Justiça o adiamento de um interrogatório para que o ex-presidente possa comparecer ao Vaticano, em uma visita ao Papa Francisco. O petista tem depoimento marcado para a próxima terça-feira (11) no processo da Operação Zelotes.

A solicitação foi feita ao juiz federal Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Criminal Federal de Brasília.

Os advogados do ex-presidente afirmaram que, no dia 12, ele tem uma viagem marcada para encontrar o pontífice e que a data do interrogatório poderia atrapalhar a logística e dificultar o deslocamento.

A defesa do ex-presidente disse que ele viaja no dia 12 e volta no dia 15 e completou que ele “não deixará de comparecer a nenhum ato judicial” obrigatório.

O encontro do petista com o Papa Francisco foi citado pelo presidente argentino Alberto Fernandez. Durante uma entrevista à imprensa francesa, o kirchnerista disse que Lula teria pedido a ele para encontrar o papa.

Fernandez contou que pediu ao papa que analisasse a viabilidade de receber o ex-presidente brasileiro. Esse assunto foi citado na entrevista no momento em que o líder argentino falava sobre “Law Fare” — quando as leis são usadas para legitimar perseguições políticas.

Este é um dos argumentos usados pela defesa do petista nos processos da Operação Lava Jato.

A presença do ex-presidente Lula é solicitada para prestar depoimento no caso em que ele é investigado por suposta participação em uma venda de medida provisória para favorecer empresas do setor automotivo.

*Com informações da repórter Camila Yunes