Lula recebe título de cidadão de Paris e renova ataques à justiça e ao Congresso

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2020 06h31 - Atualizado em 03/03/2020 09h28
EFENesta terça-feira, Lula, Dilma e Haddad participam de um evento em comemoração à liberdade do ex-presidente

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira (2), em Paris, que o Brasil vive o enfraquecimento do processo democrático marcado pela ganância e pelo desprezo aos direitos do povo. A declaração foi dada durante a cerimônia em que o petista ganhou o título de cidadão honorário da capital francesa.

Lula está na cidade a convite da prefeita Anne Hidalgo, que busca a reeleição pelo Partido Socialista no próximo dia 15. O evento contou também com a participação da ex-presidente Dilma Rousseff e do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

No discurso de mais de 30 minutos, o petista afirmou ser inocente em relação às acusações que pesam contra ele e chamou os procuradores envolvidos e o ministro Sérgio Moro de mentirosos.

De acordo com um comunicado da Prefeitura de Paris, a homenagem concedida ao ex-presidente em outubro, seria uma resposta ao engajamento de Lula na redução das desigualdades sociais e econômicas do Brasil. A carta de convite a Lula para o evento afirmava que os direitos políticos e civis do ex-presidente foram desprezados.

Condenado no caso do tríplex do Guarujá, Lula só foi libertado no dia 8 de novembro — quando o mudou o entendimento sobre a prisão após condenação em segunda instância. O ex-presidente é o segundo brasileiro a receber o título, depois do cacique Raoni, pela defesa dos direitos humanos.

Também nesta segunda-feira, Lula se reuniu com o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, que mora em Paris, para discutir a preservação da Amazônia. Em seguida o petista se encontrou com o ex-presidente francês François Hollande.

De acordo com a assessoria de Lula, eles trataram da conjuntura de Brasil e França e dos caminhos para retomar governos de justiça social.

Nesta terça-feira, Lula, Dilma e Haddad participam de um evento em comemoração à liberdade do ex-presidente, no teatro do Cirque du Soleil, na capital da França. O petista parte para Genebra na Suíça, na próxima quinta-feira (5).

*Com informações do repórter Renan Porto