Macris espera votar reforma da Previdência do Estado ‘em breve’

  • Por Jovem Pan
  • 04/02/2020 07h18 - Atualizado em 04/02/2020 08h24
Além da reforma da Previdência, um outro projeto de lei que será discutido ainda neste semestre propõe o uso de áreas públicas para moradia popular

O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Cauê Macris, acredita que a proposta de reforma da previdência do Estado será votada em breve. Considerada prioritária pela gestão João Doria, a PEC teve a tramitação suspensa em dezembro pela justiça, após pedido da oposição.

Entre as mudanças nas aposentadorias do funcionalismo está o aumento da contribuição dos servidores públicos. A Alesp retomou oficialmente os trabalhos nesta segunda-feira (3).

Segundo o deputado Cauê Macris, as eleições municipais não devem atrapalhar as atividades da Casa. “A gente espera que a Justiça leve o processo mais rápido possível ao julgamento e que depois dele nó possamos dar continuidade ao processo de votação da reforma da Previdência do Estado. A Casa vai continuar o seu trabalho independente do tempo que a Justiça leve para tomar a sua decisão final.”

Além da reforma da Previdência, um outro projeto de lei que será discutido ainda neste semestre propõe o uso de áreas públicas para moradia popular. Para Cauê Macris, a medida pode ajudar a reduzir o déficit habitacional do estado.

O governador João Doria, do PSDB, também participou da cerimônia de abertura do ano legislativo paulista. No discurso, Doria ressaltou que a geração de empregos é o melhor programa social do país.

“Política de Saúde, política de Educação ao lado da geração de empregos representam prioridades de um governo responsável. Complemento esse quarteto acrescentando Segurança Pública.”

João Doria também comemorou a devolução de R$ 146 milhões aos cofres públicos, fruto de economias feitas pelo poder legislativo. Ainda no discurso, o tucano defendeu a democracia, alegando que São Paulo deve ser um exemplo para o país na garantia de liberdades política, cultural e de imprensa.

*Com informações do repórter Letícia Santini