Mãe entrega filho à Polícia por participação em morte de balconista na zona norte de SP

  • Por Jovem Pan
  • 28/07/2017 06h03 - Atualizado em 28/07/2017 11h11
Reprodução/Facebook Reprodução/Facebook O menor, de 17 anos, foi apreendido por uma equipe da Força Tática na tarde desta quinta-feira (27) em sua residência

Polícia detém adolescente por envolvimento em morte de balconista na região da Vila Brasilândia, na Zona Norte de São Paulo. O menor, de 17 anos, foi apreendido por uma equipe da Força Tática na tarde desta quinta-feira (27) em sua residência, acusado de participar do assassinato da balconista Mônica Mendes, de 49 anos.

O crime ocorreu no final da noite anterior na altura do número 215 da Rua Augusto José Pereira, no Jardim Maristela. A balconista havia acabado de descer do ônibus e voltava para casa, acompanhada da aposentada Maria Aparecida Gomes, de 60 anos, quando as amigas foram abordadas.

Um suspeito, armado, surgiu a pé e exigiu os celulares das vítimas, mas Mônica, assustada, disse que não tinha telefone e correu para se esconder atrás de um veículo que estava estacionado no local. Mesmo com os apelos da aposentada, o criminoso, irritado, atirou, atingindo a cabeça da atendente, que morreu no hospital geral da Vila Penteado.

Horas após o crime, a mãe do menor, indignada com as reportagens que viu no noticiário da TV sobre o crime, ligou para o Copom e denunciou o filho. PMs foram até a residência e apreenderam o jovem, que foi levado para o 45º Distrito Policial, da Vila Brasilândia.

Ele confessou ao delegado a participação no latrocínio, mas negou que tivesse atirado na vítima. Segundo ele, o disparo foi efetuado por um comparsa, maior de idade, que está sendo procurado pelos investigadores.

Após sindicado, o adolescente passou por exames de corpo de delito no IML e foi encaminhado a uma unidade da Fundação CASA.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore